Vídeo. Presos agonizam no chão, com falta de ar, em presídio de Alagoas

A Agenda Nacional Pelo Desencarceramento denunciou a superlotação das prisões do estado

atualizado 14/09/2020 15:23

superlotação de presídios no Alagoas deixa presos sem arReprodução

A Agenda Nacional pelo Desencarceramento, entidade que luta pelos direitos humanos de pessoas presas, denunciou a superlotação em presídios do Alagoas, estado governado por Renan Filho (MDB).

Em vídeo, cinco detentos aparecem agonizando sem ar no chão do presídio Cyridião Durval de Oliveira e Silva, em Maceió, por conta da superlotação do local. Veja:

“Pouco ar, muitos presos dentro de um mesmo ambiente fechado, respirando, e a consequência não poderia ser outra”, disse o autor das imagens.

A denúncia foi feita durante a pandemia de Covid-19, doença que atinge o sistema respiratório e tem alto índice de contaminação.

A Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) informou ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen) que há 44 contaminações pelo novo coronavírus confirmadas e 13 casos suspeitos nos presídios de Alagoas. Nenhum preso morreu em decorrência da doença.

0

Últimas notícias