Vídeo flagra agressão de PMs a homem com problemas psicológicos em GO

Imagens mostram homem segurando o cassetete de um policial que, em seguida, é usado para acertá-lo, até que ele se deita no chão

atualizado 19/03/2022 11:27

goias homem agredido pmReprodução

Goiânia – Um homem levou uma surra de policiais militares em um bar do município de Niquelândia, no norte de Goiás. No entanto, de acordo com a família, a vítima tem problemas psicológicos e teria saído de casa sem avisar.

O homem era procurado por parens quando chegou a notícia de sua prisão. O caso aconteceu na última quinta-feira (17/3), por volta das 22h50. A situação foi filmada por clientes do estabelecimento, que divulgaram as imagens nas redes sociais.

Veja o vídeo (cenas fortes):

 

O relato a que a família teve acesso foi o de que o homem chegou ao bar e lá teve um desentendimento com o dono. A polícia diz ter solicitado ao homem que fosse embora, mas ele teria se recusado e desobedecido à ordem. Pelas imagens é possível ouvir quando um policial repete “vai embora, vai embora”. Após a negativa do homem, ele teria sido agredido com golpes de cassetete.

Boletim de ocorrência

Segundo boletim de ocorrência, a PM recebeu a informação de que um homem ameaçava o proprietário de um bar no setor Jardim Atlântico. Ao chegar no local, os policiais teriam encontrado um indivíduo “nervoso” e que estaria ameaçando agredir tanto o dono do bar quanto a esposa dele.

Ainda de acordo com o boletim, o suspeito dizia que a mulher era amante de um homem morto a tiros a pedido do dono do bar e que, por isso, ele iria matá-lo e ninguém o impediria. A PM, então, teria pedido ao suspeito para deixar o local, uma vez que as pessoas estavam ficando em “pânico com as ameaças”.

Segundo o boletim, neste momento, o sujeito teria começado a xingar os policiais e dizer palavras desconexas. Ele também insistia que mataria o dono do comércio. Após os policiais anunciarem a prisão do homem, ele teria resistido – o que, de acordo com o relato, forçou a PM a fazer “uso escalonado da força”.

O homem foi algemado e levado a um hospital para relatório médico. Depois, ele foi conduzido para a delegacia de Polícia Civil, onde ficou à disposição da Justiça. O boletim confirma que a irmã explicou aos policiais que o acusado estava sob surto psicótico e era procurado pela família.

Transtornos psicológicos

Ao portal Mais Goiás, um familiar do homem preso diz que ele teve um surto na noite do fato, mas que ainda não sabe se ele de fato ameaçou alguém no bar. De acordo com esse parente, o homem está com o rosto machucado, passou por exame de corpo de delito e a família pleiteia uma internação, para tratar o problema psicológico.

“O dono do bar disse que ele estava bebendo lá. Algumas pessoas me disseram que ele não agrediu o policial. Ainda não sei como está a situação. Ele é trabalhador, pai de família, tem um casal de filhos, é casado… Não sabemos se houve ameaça”, contou.

O parente ouviu um áudio em que o sujeito preso fala em demônios e religião. “Em nenhum momento fala que vai ameaçar alguém”. Os vídeos já foram entregues a um advogado, pois a família considera que a ação policial foi abusiva. “Havia quatro policiais. Eles poderiam tê-lo contido sem agredi-lo”.

Mais lidas
Últimas notícias