Viaduto que cedeu em São Paulo corre risco de desabar, diz secretário

De acordo com Vitor Aly, subiu o índice de criticidade da estrutura e há possibilidade de ruína no local

atualizado 16/11/2018 10:39

MARCELO GONCALVES/SIGMAPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O secretário municipal de Infraestrutura e Obras, Vitor Aly, informou na manhã desta sexta-feira (16/11), que piorou a situação de estabilidade do viaduto que cedeu próximo ao Parque Villa-Lobos e à Ponte do Jaguaré, zona oeste de São Paulo (SP), na madrugada de quinta-feira (15).

<strong>Veja as fotos do desnivelamento do viaduto na Marginal Pinheiros:</strong>

0

De acordo com Aly, subiu o índice de criticidade da estrutura e há possibilidade de ruína. “Nós pedimos à Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) para diminuir a velocidade dos trens perto do viaduto, porque está vibrando e fazendo com que as estruturas se movimentem”, disse ele.

Segundo o secretário, o processo de escoramento será acelerado para, após estabilizar a estrutura, dar seguimento aos trabalhos de segurança e recuperação do elevado.

O viaduto cedeu por volta das 3h30 da madrugada de quinta. Ao menos cinco veículos passavam pela via no momento do incidente, mas não houve registro de feridos graves. De acordo com a Defesa Civil Estadual, uma das placas que sustentam a estrutura cedeu. O descolamento entre as partes da estrutura provocou um desnível e formou uma espécie de “degrau” de quase dois metros. As autoridades ainda investigam as causas do ocorrido.

Últimas notícias