Vale tem R$ 800 milhões bloqueados pela Justiça trabalhista

O valor seria para pagar possíveis indenizações às vítimas da tragédia em Brumadinho (MG)

Reprodução/TV Record

atualizado 28/01/2019 15:13

A Justiça trabalhista de Minas Gerais determinou o bloqueio de R$ 800 milhões da Vale S.A. nesta segunda-feira (28/1) para garantir as indenizações às vítimas da tragédia em Brumadinho (MG), segundo A Tarde.

O Ministério Público do Trabalho em Minas Gerais pediu o bloqueio de R$ 1,6 bilhão para assegurar o pagamento. A juíza plantonista Renata Lopes Vale atendeu parcialmente o pedido do MP. A Justiça estabeleceu que a Vale receba uma notificação para manter o pagamento dos salários de familiares dos trabalhadores desaparecidos até a constatação da morte ou não desses funcionários.

Além disso, a mineradora deve arcar com as despesas de traslado de corpos, funeral e sepultamento das vítimas.

R$ 11 bilhões
Até o momento, a Vale já teve R$ 11 bilhões dos bens bloqueados em decorrência do rompimento da barragem Córrego do Feijão. O Ministério Público de Minas Gerais conseguiu, em duas ações, o bloqueio para reparações emergenciais nas comunidades atingidas e para os danos ambientais. A Advocacia-Geral de MG também conseguiu bloquear na Justiça R$ 1 bilhão nas contas da Vale.

Últimas notícias