Transfobia: entidade LGBTI processa Malafaia por comentário sobre Thammy

O pastor teria sido transfóbico ao criticar a empresa de comésticos Natura por veicular uma propaganda de dia dos pais com Thammy Miranda

atualizado 30/07/2020 15:22

Reprodução/YouTube

A entidade Aliança Nacional LGBTI apresentará uma queixa-crime contra Silas Malafaia, líder da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo. A peça foi protocolada na tarde desta quinta-feira (30/7).

Malafaia teria sido transfóbico ao criticar a empresa de cosméticos Natura por veicular uma propaganda de dia dos pais com o filho da Gretchen Miranda, o ator transgênero Thammy.

Em seu perfil no Twitter, o pastor propôs um boicote à empresa. “Vou postar um vídeo sobre a liberdade de expressão e a campanha na Natura. Vou arregaçar”, escreveu.

Em outra publicação, Malafaia publicou um vídeo sobre o porquê a maioria da população brasileira rejeitaria a campanha.

“Não adianta essa imprensa inescrupulosa que apoia todo o lixo moral tentar deturpar e encobrir os fatos. Vou mostrar aqui a verdade. Nós somos a maioria e não vamos nos curvar a minoria que quer destruir os valores fundamentais do bem-estar dessa sociedade”, disse.

Ao Metrópoles, o presidente da Aliança Nacional, Toni Reis, afirmou que “o pessoal trabalhou a noite toda na queixa, inclusive uma advogada trans, negra e amazônica”.

Representação contra o past… by Gabriela Vinhal on Scribd


“Nós estamos sendo atacados, devemos ter amor ao próximo. Thammy é muito querido, se não existissem leis provavelmente estaria na fogueira nesse momento. Acho que independente das genitálias devemos ter empatia”, ressaltou.

Últimas notícias