“Trágico episódio”, diz governador afastado após ataque em escola

Jovem entrou com um facão no colégio e matou quatro pessoas, sendo três crianças e uma professora. Carlos Moisés defendeu investigação ágil

atualizado 04/05/2021 13:18

Mauricio Vieira/Secom/Divulgação

O governador afastado de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), lamentou o atentando em uma escola na manhã desta terça-feira (4/5). Um jovem de 18 anos matou cinco pessoas, sendo três crianças, uma professora e uma funcionária.

“Devastadora a notícia da chacina registrada no município de Saudades vitimando crianças e professores de uma creche na manhã desta terça-feira. Minha solidariedade às famílias, à comunidade escolar e a todos os moradores da acolhedora cidade do nosso Oeste”, escreveu Carlos Moisés no Twitter.

Ele defendeu que as investigações sejam ágeis para solucionar o caso e entender a motivação do crime. “Todas as energias das forças de segurança da região devem ser empregadas no esclarecimento desse trágico episódio”, salientou.

Na manhã desta terça-feira, um adolescente invadiu uma escola em Saudades, município no oeste de Santa Catarina distante 600km de Florianópolis, e matou quatro pessoas.

Segundo a Polícia Civil de Santa Catarina, o garoto de 18 anos foi apreendido logo após o crime.

Informações iniciais do Corpo de Bombeiros indicam que o jovem teria entrado com um facão na Escola Infantil Pró-Infância Aquarela e cometido o atentado.

Confira a cobertura ao vivo do site NSC Total, parceiro do Metrópoles, em Santa Catarina.

Veja onde fica Saudades:

Últimas notícias