Tragédia em Taguaí: morta em acidente em SP havia superado 14 tumores

Colisão de ônibus e carreta aconteceu na rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho e matou 42 pessoas

atualizado 05/12/2020 23:11

Arquivo pessoal

Fernanda Stefany Silva Pereira, de 23 anos, foi uma das 42 vítimas mortas na colisão de um ônibus com trabalhadores e uma carreta em Taguaí (SP), no dia 25 de novembro.

Em entrevista ao G1, a mãe da jovem contou que a costureira estava animada com o emprego, conquistado há dois meses, e a nova fase da vida: Fernanda havia sido curada de 14 tumores espalhados pelo corpo.

A doença, descoberta aos 20 anos, foi tratada com mais de 20 sessões de quimioterapia e inúmeras de radioterapia. “Agora, a gente estava muito feliz quando ela teve alta e a doutora disse que estava curada. Única coisa que a deixou triste foi a perda do cabelo. Mas logo depois da cura começou a crescer de novo. Estava no ombro”, disse Roseneide à publicação.

Acidente

Um acidente entre um ônibus e um caminhão provocou ao menos 41 mortes e deixou 12 pessoas gravemente feridas na manhã desta quarta-feira (25/11), na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho, entre Taguaí e Taquarituba, no interior de São Paulo.

Os veículos bateram no km 172 da rodovia, que precisou ser interditada para atendimento da ocorrência. De acordo com informações das corporações que acompanham o caso, 37 vítimas morreram no local e quatro faleceram em hospitais da região.

Os feridos foram levados para hospitais de Taguaí, Fartura e Taquarituba. As informações iniciais dos militares, no local do acidente, são de que o ônibus transportava funcionários de uma empresa têxtil.

Veja quem são algumas das vítimas do acidente que deixou 42 mortos em São Paulo:

0

 

Últimas notícias