Tráfico de armas: alvo de operação da PF é preso em Orlando, nos EUA

Ao todo, cinco pessoas foram presas no âmbito da Operação Pneu de Ferro. PF apreendeu carro de luxo durante a ação

atualizado 01/06/2021 11:00

Polícia Federal deflagra operação contra tráfico internacional de armasPolícia Federal/Divulgação

Entre as cinco prisões no âmbito da Operação Pneu de Ferro, deflagrada pela Polícia Federal nesta terça-feira (1º/6), uma foi cumprida em Orlando, nos Estados Unidos. Os policiais apreenderam também munição e um Porshe Panamera 4S.

A investigação em parceria com os Estados Unidos investiga o tráfico de armas internacional, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Traficantes da Rocinha estão na mira dos policiais federais.

As apreensões resultaram na prisão em flagrante de um dos alvos, no Bairro Jardim Líbano, em São Paulo. No estado, outras três pessoas foram presas.

A operação pretende desarticular uma organização criminosa responsável pelo tráfico internacional e interestadual de armas de fogo, munição e acessórios, além de associação com tráfico de drogas, lavagem de capitais e evasão de divisas. Um alvo do Rio de Janeiro ainda não localizado.

Até o momento, a 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro emitiu sete mandados de busca e apreensão e cinco de prisão temporária em São Paulo e no Rio de Janeiro.

0

 

A operação teve início em 2019, quando a PF encontrou 21 carregadores de fuzis AK 47 e um de pistola dentro de um pneu no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão). A carga seria enviada para as cidades de Kissimme, Orlando e Tucson, nos Estados Unidos.

Desde então, a PF contou com o apoio da Receita Federal e com a Agência de Investigações de Segurança Interna dos Estados Unidos (ICE Homeland Security Investigations), por meio de seus adidos na Embaixada dos EUA, em Brasília, e nas cidades de Tucson e Miami.

A operação também teve um braço americano, apelidado de Operação Iron Tire, que resultou em diversas apreensões ilícitas nos Estados Unidos.

Últimas notícias