Traficantes “proíbem” venda de produtos roubados em comunidades

O recado diz que quem for pego praticando o crime em questão "vai perder o produto de roubo e será severamente cobrado"

atualizado 16/01/2020 14:25

“Nada, roubo zero”, diz um recado de traficantes a ladrões das comunidades Fallet Fogueteiro, Prazeres e Coroa, que ficam entre Santa Teresa, Santo Cristo e Rio Comprido, na região central do Rio de Janeiro. No comunicado, os criminosos avisam que não é permitido vender, comprar ou trocar produtos roubados e que quem o fizer estará sujeito a “severas cobranças”. A informação é do jornal O Dia.

“A partir de hoje fica estabelecido e determinado que não será permitido a compra ou troca e venda de frutos de roubo (tais como carro, moto, telefone, ouro e etc) na nossa comunidade”,diz trecho do aviso.

O bilhete diz ainda que quem for pego praticando o crime em questão “vai perder o produto de roubo e será severamente cobrado, pois já está sendo avisado”.

“Avisando aos amigos da correria (ladrão) que última forma de roubos na nossa comunidade. Nada roubo zero”, finaliza o texto.

A Polícia Civil informou que está investigando a mensagem e o tráfico na região.

Últimas notícias