Suzane von Richthofen é liberada na “saidinha” de Natal e Ano-Novo em SP

Ela e outros detentos do regime semiaberto foram liberados nesta terça-feira (22/12). Eles retornam aos presídios no dia 5 de janeiro

atualizado 22/12/2020 14:18

Reprodução

Suzane von Richthofen, condenada por matar os próprios pais em 2002, está entre os detentos que foram autorizados, na manhã desta terça-feira (22/12), em Tremembé (SP), para a “saidinha” de Natal e Ano-Novo.

Esta é a primeira saída temporária do ano e vale apenas para detentos que estão no regime semiaberto em todo o estado de São Paulo. Todos devem retornar aos presídios de origem até o dia 5 de janeiro.

Suzane von Richthofen cumpre pena na Penitenciária Santa Maria Pelletier, em Tremembé. Além dela, outras presas, como Anna Carolina Jatobá, que matou a enteada, Isabella Nardoni, e Eliza Matsunaga, condenada pela morte do marido, Marcos Matsunaga, deixarão a prisão nesta terça-feira.

Na última semana, o Ministério Público de São Paulo tentou proibir a saída temporária de detentos no estado durante as festas de Natal e Ano-Novo. Segundo o órgão, a liberação oferecia “risco aos presos, funcionários” e à “sociedade, tendo em vista a situação de crise de saúde pública em decorrência da pandemia”.

No entanto, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) manteve a decisão de liberar os detentos temporariamente durante o fim de ano.

Últimas notícias