Suspeitos de aplicar golpes via WhatsApp tinham como alvo médicos e juízes

Médicos e juízes também estavam na mira do grupo que, segundo a PC, clonava o número do celular das vítimas para pedir dinheiro aos contatos

atualizado 15/10/2020 11:04

Policial prende homemReprodução/Polícia Civil

A quadrilha especializada em aplicar golpes via Whatsapp que foi presa na última quarta-feira (14/10), tinha como principal alvo familiares de artistas, políticos, médicos e juízes, afirma a Polícia Civil do Estado de Goiás (PC-GO).

O grupo foi desarticulado em uma operação conjunta da Delegacia Estadual de Repressão aos Crimes Cibernéticos (Dercc), Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) e da Divisão de Capturas da Polícia Civil de São Paulo. De acordo com a delegada Sabrina Leles, da Dercc, os suspeitos buscavam pessoas com boa remuneração.

Leia mais em Mais Goiás, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias