SP: Justiça mantém presa mãe de 5 filhos que furtou miojo e suco em pó

A mulher disse que estava com fome e por isso praticou o crime. Defensoria Pública do estado, que defende a detenta, recorreu da decisão

atualizado 08/10/2021 15:36

Palácio da Justiça SPReprodução

Rio de Janeiro – A mulher que furtou dois pacotes de macarrão instantâneo, um refrigerante de 600 ml e um sachê de suco em pó de um supermercado na Vila Mariana, na zona Sul de São Paulo, teve o pedido para responder ao crime em liberdade negado. Mãe de cinco filhos, ela foi presa em flagrante no dia 29 de setembro, com os produtos que custavam no total R$ 21,69.

Após ser abordada por policiais militares, a mulher admitiu que estava furtando os quatro itens. Ao ser detida, ela argumentou que “roubou porque estava com fome”. A mulher ainda tentou fugir, mas foi perseguida pela equipe da PM, que passava pelo local, de acordo com a reportagem do G1.

O pedido para o relaxamento da prisão foi feito pela Defensoria Pública de SP. A justificativa da defesa foi que os cinco filhos necessitam da mãe presa, além do estado de necessidade e fome que a mulher apresentava, mesmo reconhecendo também a ilegalidade da ação.

O promotores de SP sustentaram a indicação para que a Justiça mantenha a mulher detida em prisão preventiva, sob o argumento de que ela já possui outras anotações por furto.

Com o pedido de prisão domiciliar negado, os defensores recorreram ao Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). Os desembargadores, no entanto, ainda não se manifestaram sobre o pedido.

Últimas notícias