Sobe para 7 o número de agentes prisionais mortos no Pará

Rafael Freitas foi o sétimo. Ele era motorista concursado da Administração Penitenciária e assistia a um jogo de futebol quando foi morto

atualizado 16/07/2021 17:04

Max Kleinen/Unsplash

Rafael Farias, motorista concursado da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), foi morto depois de ser atingido por vários disparos de arma de fogo na noite de quarta-feira (14/7) em Ananindeua, município de Belém.

Ele é o sétimo agente prisional assassinado no Pará neste ano. Outros seis policiais penais foram vítimas de homícidio, a maioria na Região Metropolitana da capital.

Segundo o portal O Liberal, testemunhas informaram que Rafael morava próximo ao local que ocorreu o crime e estava assistindo a um jogo de futebol em um bar lotado quando foi baleado.

Enquanto assistia à partida, dois homens chegaram ao bar de motocicleta por volta das 22h. Um deles desceu do veículo, foi ao encontro da vítima, sacou a pistola e atirou. O suspeito efetuou, pelo menos, oito tiros.

Outra pessoa que estava no estabelecimento foi atingida no pé e não corre risco de vida. Rafael foi encaminhado para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da Cidade Nova por familiares, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada no hospital.

“O Rafael morava aqui há muitos anos, a gente se conhecia desde criança. Ele era uma pessoa muito divertida, muito alegre, e bastante conhecida na vizinhança. Alguns minutos antes do crime eu passei pelo bar e cheguei a falar com ele. Muito triste”, afirmou um amigo da vítima que não quis ser identificado.

A dupla fugiu de motocicleta depois de matar Rafael. A Polícia Civil busca informações que ajudem a identificar e localizar os criminosos.

Últimas notícias