Servidores e estudante de direito são presos suspeitos de chefiar facção

Ao todo, os agentes prenderam 42 pessoas e cumpriram 12 mandados de prisão contra os suspeitos

atualizado 18/12/2020 14:07

Dois servidores públicos e um estudante de direito foram presos pela Polícia Civil, na última quinta-feira (17/12), sob suspeita de chefiar uma facção criminosa e traficar drogas, em Quixeramobim (CE).

O técnico de enfermagem Lucas da Silva Martins, 33 anos, foi apontado como a pessoa que tinha o papel de “braço direito” de uma chefe do bando, conhecida como “Nega”. As informações são do G1.

A estudante de direito Joyce Nogueira da Silva, 21, namorada de um dos chefes do tráfico de drogas na região, também foi detida. A Polícia Civil alegou que, com a prisão do namorado, a jovem assumiu a função dele.

A educadora social Elizabely Patrício Barbosa, 32, também foi alvo da ação. Ela trabalhava no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e utilizava o cargo para realizar o tráfico.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, a ação deflagrada pela Delegacia Municipal de Quixeramobim cumpriu 54 mandados de prisão, 50 de busca e apreensão em Quixeramobim, Boa Viagem, Madalena e Quixadá, no Sertão Central, e em Fortaleza.

Ao todo, 42 pessoas foram presas, e 12 mandados de prisão foram cumpridos em desfavor de suspeitos.

Últimas notícias