Governo autoriza ministérios a contratarem 200 servidores temporários

Economia e Justiça e Segurança Pública recrutarão profissionais. Serão técnicos em prestação de contas, engenheiros e arquitetos

atualizado 06/10/2020 9:49

Igo Estrela/Metrópoles

O governo federal autorizou dois ministérios a contratarem mais de 200 servidores temporários. A Economia recrutará técnicos para prestação e tomada de contas. Já a pasta da Justiça e Segurança Pública, por meio do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), contratará profissionais para realizar obras e manutenção em presídios.

As portarias que liberam as contratações temporárias foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (6/10).

O Ministério da Economia contratará 100 pessoas. Serão quatro coordenadores de Análise de Prestação de Contas, 48 analistas de Prestação de Contas, oito agentes de Apoio de Prestação de Contas e 40 analistas de instauração de Tomada de Contas Especial.

Neste caso, a portaria foi assinada pelo secretário Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Caio Paes de Andrade.

Já o Depen abrirá 107 vagas, sendo 61 para analista técnico de obras, 37 para especialista técnico de obras e nove para analista técnico de obras (arquitetura).

Os profissionais  serão contratados por serviços de engenharia destinados à construção, à reforma, à ampliação e ao aprimoramento de estabelecimentos penais.
As contratações dependerão de prévia aprovação em processo seletivo simplificado, que tem prazo para ser lançado de até seis meses, ou seja, até abril de 2021.

Últimas notícias