Secretário da Secom é exonerado

Felipe Cruz Pedri afirmou que deixou cargo "para partir para outros caminhos, que envolvem mais política ainda"

atualizado 19/10/2021 10:53

Secretário de Comunicação Institucional do Governo Federal, Felipe PedriArquivo Pessoal

O secretário de Comunicação Institucional Felipe Cruz Pedri, da Secretaria Especial de Comunicação Social, foi demitido nesta terça-feira (19/10). A exoneração foi publicada no Diário Oficial da União e assinada pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira.

No fim da semana passada, ele anunciou pelas redes sociais que estava saindo do cargo “para partir para outros caminhos, que envolvem mais política ainda”. A postagem, no entanto, foi apagada.

Considerado um dos seguidores de Olavo de Carvalho, Pedri foi um dos autores do manifesto de fundação do Aliança pelo Brasil, partido que Bolsonaro tentava criar.

Ele estava no cargo desde setembro de 2020, ocupando um cargo DAS 6, com um salário de cerca de R$ 17.000.

Antes disso, chegou a trabalhar na Casa Civil no início do governo, mas foi exonerado em abril do ano passado pelo general Braga Netto, então ministro da pasta.

Pedri fez parte da comitiva que passou oito dias nos Emirados Árabes Unidos, no fim de setembro.

Mais lidas
Últimas notícias