“O Brasil deve ser um só”, diz Pazuello após receber vacinas da AstraZeneca

O ministro da Saúde aproveitou para dizer que o estado do Amazonas terá prioridade na distribuição dos imunizantes que chegaram da Índia

atualizado 22/01/2021 22:40

O ministro da Saúde, Eduardo PazuelloFábio Vieira/Metrópoles

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse na noite desta sexta-feira (22/1) que Brasil “deve ser um só”, em crítica velada ao governador João Doria (PSDB), atual opositor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Nesta tarde, o país recebeu o primeiro lote de 2 milhões de dose das vacinas da Oxford/AstraZeneca.

“Vamos ficar juntos. O nosso país jamais será dividido. Nenhum brasileiro é mais importante que outro, nenhum estado brasileiro é mais importante que o outro”, destacou o ministro.

De acordo com Pazuello, o número maior de vacinas para o Amazonas só foi possível após um acordo costurado com os governadores dos estados brasileiros.

“Manaus vive uma situação mais crítica no país e essa prioridade fica evidente agora”, destacou.

O titular da Saúde afirmou que os estados brasileiros receberão as vacinas dentro de 24 horas – após a resolução de todos os trâmites na Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz).

Presente na ocasião, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, classificou Pazuello como um “gigante na luta pelas vacinas”. Ele mencionou os esforços do governo Bolsonaro no combate à pandemia de Covid-19, citando os investimentos do auxílio emergencial e crédito para empresas, além da vacina da AstraZeneca.

“O presidente sempre disse que iria comprar qualquer vacina aprovada pela Anvisa no dia seguinte. Somos um Brasil imunizado, somos uma só nação. O governo Bolsonaro não vai medir esforços para fazer a vacinação em massa no Brasil. Ninguém fica para trás”, exclamou.

Já o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, fez questão de valorizar a parceria entre Brasil e Índia. De acordo com ele, a relação entre os países nos anos do governo Bolsonaro ganha seu momento especial com a chegada dos 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca.

A aeronave da Emirates pousou no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, por volta das 17h30 na tarde desta sexta-feira.

Pousou no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, por volta das 17h30 desta sexta-feira (22/1), um avião comercial da Emirates com 2 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca. A aeronave Boeing 777-300 saiu de Mumbai, na Índia, na quinta-feira (21/1), após atraso do governo local para liberar a exportação das doses para o Brasil. As vacinas devem começar a ser distribuídas aos estados neste sábado (23/1).

Após a parada em São Paulo, o carregamento com os imunizantes seguirá em outro voo para o Rio de Janeiro, via Aeroporto Internacional do Galeão, em ponte aérea feita pela Azul.

0

 

Mais lidas
Últimas notícias