Categorias: Saúde

Empresa nega ter criado vacina contra o câncer

Após a notícia de que a droga Blinatumomab, conhecida como Blincyto, seria uma vacina contra o câncer, o laboratório Amgen negou que essa seja a finalidade do medicamento. O produto, no entanto, é tido como um medicamento inovador para o tratamento de leucemia com recidiva. Segundo a empresa, ele possui tecnologia de ponta e seu mecanismo de ação visa ativar a defesa do próprio organismo do paciente para destruir as células tumorais. A molécula se liga à célula tumoral e à célula imune do paciente, fazendo que o tumor seja destruído pelo sistema imune do próprio paciente.

Em julho, o medicamento teve o preço aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, agora, a droga passou a ser comercializada no País. Ela é coberta por planos de saúde.

Um paciente do Hospital São Camilo Cura d’Ars, em Fortaleza (CE), foi um dos primeiros a receber a droga, depois que ela passou a ser comercializada. Outros 58 pacientes, porém, já haviam sido beneficiados desde 2015 dentro do Programa de Acesso Expandido da Anvisa, que antecipa o fornecimento de algumas drogas inovadoras de modo restrito, mesmo antes de sua aprovação final no País.

Segundo o responsável pelo tratamento do paciente no Hospital São Camilo Cura d’Ars, em Fortaleza (CE), e pós-doutor em hematologia, Ronald Feitosa Pinheiro, o medicamento é indicado para o caso do paciente em questão. Ele é reincidente, sem opções de tratamentos.

O tratamento foi iniciado na última sexta-feira, 1º de setembro, e o paciente já demonstra sinais de melhora. Segundo Pinheiros, “as ‘células ruins’ caíram de 60 mil para 4 mil”.  A duração total do tratamento é de 28 dias. Podem ser realizados, conforme indicação em bula, até 5 ciclos, dependendo da resposta do paciente e da decisão do médico.

Por meio de nota, a Amgen, que produz a droga, alertou que o tempo de tratamento ainda é curto para falar em melhora. “A Amgen fica muito satisfeita em saber que, na percepção do médico responsável, o paciente já vem apresentando sinais de melhora. Porém, apesar do índice apontado como sinal de melhora – contagem de células tumorais – ser um dos indicativos de resposta ao tratamento, este é um período muito curto para medir e confirmar o sucesso da terapia”, informou a empresa.

Estadão Conteúdo

Últimas notícias

Fiat Argo ou VW Polo: quem mais perde valor de mercado?

A disputa é acirrada, segundo estudo da KBB Brasil: o hatch italiano fica nos extremos (é o melhor e o…

55 minutos passados

Faça um filé de frango ao molho de laranja fácil e rápido

A receita é ideal para quem quer uma refeição gostosa e sofisticada, mas sem gastar muito tempo ou dinheiro

55 minutos passados

CEB lança, na quarta, programa contra assédio moral na empresa

Estatal vai promover práticas que assegurem um ambiente de trabalho saudável e respeitoso

60 minutos passados

Galatasaray x Real Madrid: onde assistir e provável escalação

Os times, lanternas do Grupo A da Liga dos Campeões, buscam a primeira vitória nesta terça-feira (22/10/2019)

60 minutos passados

Tretanejo: oito brigas e discussões entre sertanejos em 2019

Maiara & Maraisa, Simone & Simaria, Gusttavo Lima, Wesley Safadão, Luan Santana e Paula Fernandes trocaram farpas públicas

60 minutos passados