Damares sobre Coronavírus: “Este momento estará na história”

Ministra reforçou que, no futuro, os livros dedicarão um capítulo especial para homenagear a solidariedade de brasileiros

atualizado 13/04/2020 11:44

ministra Damares Alves, de camisa laranjaAndre Borges/Esp. Metrópoles

O governo lançou, nesta segunda-feira (13/04) o projeto Brasil Acolhedor, com ações voltadas à população mais vulnerável diante do enfrentamento ao novo coronavírus.

A cerimônia de lançamento, realizada no Palácio do Planalto nesta manhã, reuniu o ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto; a primeira-dama, Michelle Bolsonaro; o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni; e a ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves.

O programa é uma parceria entre o ministério dos Direitos Humanos, da Cidadania e a Secretaria de Governo. A organização Transforma Brasil atuará nas iniciativas de voluntariado.

Damares Alves, a primeira a tomar a palavra, avaliou que esse momento que o Brasil está enfrentando entrará para as páginas dos livros de história.

“Esse momento os nossos netos vão ler nos livros de história, esse momento que estamos vivendo. E eu tenho certeza que vai ter um capítulo especial sobre a solidariedade do povo brasileiro”, disse a ministra.

Para a chefe da pasta dos Direitos Humanos, a solidariedade do povo brasileiro vem se sobrepondo às mazelas trazidas pela crise do coronavírus.

“Tem sido um momento de reflexão, mas tem sido momento de arrancar muitas lágrimas com tanta solidariedade. Essa é uma nação em que o povo se ama. Quando eu estou lá fora [em eventos no exterior] falando desse país eu peço: dá licença, eu vou falar da mais extraordinária nação do mundo, do mais extraordinário povo do mundo”, emocionou-se.

Na contramão do que vem pregando o presidente da República, favorável ao afrouxamento do isolamento imposto em estados e municípios, Damares tem dado dicas de como lidar com a quarentena.

Para alcançar os resultados desejados, o projeto iniciará com duas frentes: uma com foco em doações de bens, como cestas básicas e itens de higiene pessoal, e outra na seleção de organizações da sociedade civil e pessoas físicas para atuarem na execução das iniciativas, direto com os beneficiários. As contribuições ao projeto e o cadastramento de organizações podem ser realizadas na página transformabrasil.com.br e na plataforma patriavoluntaria.org.

O foco do programa são as pessoas idosas em situação de vulnerabilidade; pessoas idosas em asilos; pessoas com deficiência atendidas por organizações da sociedade civil; bem como a população em situação de rua. O atendimento acontecerá em todos os estados brasileiros, em localidades com alto índice de pobreza.

Últimas notícias