*
 

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou a suspensão temporária da comercialização de 31 planos de saúde de 12 operadoras em função de reclamações relacionadas à cobertura assistencial aos usuários.

A medida começa a valer nesta sexta-feira (8/6) e protege cerca de 115,9 mil beneficiários – eles continuam a ter assistência regular a que têm direito, mas as operadoras só poderão voltar a vender esses planos para novos contratantes se comprovarem melhoria no atendimento.

O Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento avalia as operadoras a partir das reclamações registradas pelos beneficiários nos canais da ANS. Nesse ciclo, foram consideradas as demandas (como negativas de cobertura e demora no atendimento) recebidas no 1º trimestre de 2018.

Reclamações
No trimestre compreendido entre janeiro e março de 2018, a ANS recebeu 15.655 reclamações de natureza assistencial por intermédio de seus canais de atendimento. Dessas, 13.999 foram consideradas para análise pelo Programa de Monitoramento.

No período, 97% das queixas foram resolvidas por meio da mediação feita pela ANS via Notificação de Intermediação Preliminar (NIP), garantindo resposta ao problema desses consumidores com agilidade. Para conferir a lista completa de planos suspensos, acesse aqui.

Paralelamente à suspensão, nesse ciclo, houve a reativação de 33 planos de 16 operadoras que restabeleceram os padrões de qualidade de atendimento aos usuários. A ANS recebe reclamações mediante o telefone 0800 7019656.

 

 

COMENTE

SaúdeANSplano de saúde
comunicar erro à redação

Leia mais: Saúde