metropoles.com

Questão repetida e polêmicas com agro marcam Enem 2023; veja balanço

O segundo e último dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ocorreu neste domingo (12/11) com a participação de 2,6 milhões de alunos

atualizado

Compartilhar notícia

Divulgação/Governo de São Paulo
Homem repousa dedo sobre folha de prova do Enem - Metrópoles
1 de 1 Homem repousa dedo sobre folha de prova do Enem - Metrópoles - Foto: Divulgação/Governo de São Paulo

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) finalizou a última etapa do ano neste domingo (12/11). Foram mais de 3,9 milhões de inscritos nesta edição, 38,1 mil deles tendo solicitado atendimento especializado. A edição ficou marcada por polêmicas, como um tópico sobre o setor agropecuário brasileiro, o vazamento de imagens de cadernos durante as provas e repetição de questão.

Só neste domingo (12/11), estiveram presentes mais de 68% de inscritos, número que corresponde a mais de 2,6 milhões de alunos.

Os dados foram divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) nesta noite. Durante a coletiva, também foi anunciado que a publicação do gabarito oficial dos dois dias de prova foi antecipada para a próxima terça-feira (14/11), a partir das 19h.

0

O número de ausentes no segundo dia do Enem, contudo, aumentou em relação ao ano passado. Em 2023, 1,2 milhão de estudantes faltou as provas, 139 mil a mais do que em 2022.

No total, estudantes de 1.750 municípios, em 9,3 mil locais de prova, realizaram o exame. Neste segundo dia de exame, foram 2.217 candidatos eliminados, e 859 pessoas reportaram problemas logísticos.

Confira o balanço do 2º dia por UF: 

0
Polêmicas

No segundo dia do Enem, houve uma questão anulada referente à gripe H1N1. Ela foi aplicada em 2010, no exame para as pessoas restritas de liberdade. “Este item estará anulado sem prejuízo a todos que fizeram a prova”, explicou o ministro da Educação, Camilo Santana.

Uma outra questão semelhante foi identificada na prova de matemática. A pergunta sobre a forma de contar de um povo indígena foi aplicada no vestibular da Universidade Estadual de Goiás (UEG) de 2003. No entanto, segundo o presidente do Inep, Manuel Palacios, a questão não será anulada.

“A informação que nós temos das equipes e dos colaboradores é que não há perspectiva de que esse item tenha sido anulado. Ele é um item que trabalha com um tipo de habilidade que é frequentemente avaliada em diferentes testes e diferentes provas e semelhanças que existem. São semelhanças de um tipo de problema que nós postamos nos estudantes”, ressaltou Manuel.

Na edição deste ano, houve, inclusive, monitoramento da Polícia Federal (PF) durante a aplicação das provas na intenção de coibir irregularidades e garantir a lisura do teste, após a divulgação de imagens de cadernos durante as provas. O problema teria ocorrido por meio de grupos de WhatsApp, por volta das 17h.

“Não houve confirmação de nenhum vazamento da prova antes do início da prova. Três horas e meia depois, houve a circulação (desse material). Isso significa dizer que a Polícia Federal vai colocar todo o rigor para identificação criminal desse fato”, afirmou Camilo.

O fato teria ocorrido no último domingo (5/11), e oito pessoas foram identificadas pela PF até então.

Reaplicação

Participantes afetados por problemas logísticos durante a aplicação das provas ou acometido por uma das doenças infectocontagiosas listadas em edital na semana que antecede o primeiro ou o segundo dia de aplicação das provas podem solicitar a reaplicação do exame.

O prazo para solicitar a reaplicação da prova começa nesta segunda-feira (13/11) e vai até sexta-feira (17/11). Os candidatos devem fazer o requerimento pela Página do Participante Enem.

As provas serão reaplicadas nos dias 12 e 13 de dezembro.

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

O Enem tem como objetivo a avalição do desempenho estudantil, e possibilita o ingresso em diversas instituições de ensino superior espalhadas pelo país, além de ser usado como critério de seleção no Programa Universidade para Todos (ProUni).

O exame foi criado em 1998, e as provas são realizadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), vinculado ao Ministério da Educação (MEC).

A prova testou os conhecimentos nas áreas de ciências da natureza e exatas, neste domingo (12/11). Foram, no total, 90 questões.

No último domingo (5/11), o exame englobou a área de linguagens e ciências humanas, além da redação, que teve como tema “Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil”.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações