Queiroga: “Até setembro, todos acima de 18 anos serão vacinados”

Ministro anunciou a meta em visita a uma unidade básica de saúde em Cristalina (GO). Ele ainda elogiou a campanha brasileira de imunização

atualizado 17/06/2021 14:28

Médico Marcelo Queiroga, ministro da Saúde do BrasilVinícius Schmidt/Metrópoles

Cristalina (GO) – O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou que o governo federal pretende, até setembro, ter imunizado toda a população brasileira acima de 18 anos contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Até lá, esse público deve ter recebido ao menos uma dose da proteção.

A informação foi dada nesta quinta-feira (17/6) durante visita a uma unidade básica de saúde em Cristalina, município goiano a 135 km de Brasília. No local funciona o projeto-piloto do Programa Telessaúde, que o governo pretende ampliar até o fim do ano.

“Até setembro, queremos que tenhamos toda a população brasileira acima de 18 anos vacinada com pelo menos uma dose”, adiantou. Queiroga não apresentou qualquer tipo de calendário da proposta.

O ministro reconheceu que, por vezes, faltam doses nos postos de vacinação, o que interrompe o processo temporariamente; entretanto, teceu elogios à campanha de imunização.

“Às vezes, faltam doses porque o ritmo de vacinação é rápido e o ministério tem que buscar mais doses. A campanha está indo bem. É passar tranquilidade para os brasileiros”, concluiu.

0

Até o momento, o Brasil administrou 81,5 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 entre a primeira e a segunda aplicação. O Ministério da Saúde já distribuiu 110,4 milhões de doses a estados e municípios.

Desde o início da pandemia, o país registrou 17,6 milhões de casos de infecção pelo novo coronavírus, e mais de 494 mil pessoas morreram por complicações da doença.

Doses antecipadas

Queiroga comemorou o fato de o governo ter conseguido adiantar a entrega de 7 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 produzida pela Pfizer.

“Em julho, antecipamos 7 milhões de doses da Pfizer, graças ao empenho pessoal do Presidente da República”, destacou.

Últimas notícias