Queimadas ameaçam casas na Chapada dos Guimarães (MT). Veja vídeos

Moradores precisaram ajudar os bombeiros no combate às chamas. O incêndio chegou a atingir o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães

atualizado 12/09/2020 20:13

Reprodução

Os incêndios que atingem a Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá (MT), chegaram a casas da região. Com medo de ter a residência destruída pelas chamas, moradores resolveram ajudar os bombeiros e brigadistas no combate ao fogo.

Em vídeos, gravados por moradores e enviados ao Metrópoles, é possível ver quando as labaredas se aproximaram das casas na última sexta-feira (11/9). Enquanto isso, algumas pessoas usam mangueiras e baldes para tentar diminuir o calor no local e proteger as residências.

Veja:

Filha de um casal de moradores que ajudou no combate ao fogo, Isabella Falcão conta que tentou almoçar com os pais, mas não conseguiu acessar o condomínio em que eles moram porque o fogo já tinha tomado conta do local.

“Foi tudo bem intenso, eu fui lá para almoçar com eles e não consegui passar pelo fogo na estrada que dá acesso ao condomínio”, contou.

Conforme relatou, por causa da intensidade das chamas, os pais tiveram que ajudar os bombeiros a enfrentar o incêndio.” Após 1h que eu tentei encontrá-los, eles estavam combatendo diretamente o fogo para não queimar a casa”, detalhou.

Pai de Isabella, o aposentado Benedito Pio Campos Neto, de 59 anos, mora há 27 em uma das casas que quase foram engolidas pelo fogo.

Momentos de tensão

Ele vive em um condomínio com 24 imóveis, a cerca de 7 km da cidade de Chapada, e disse que as chamas jamais se aproximaram tanto do local. “Em quase 30 anos nunca vi fogo tão forte como esse. Foi muita luta para não queimar as casas, ainda bem que teve muita ajuda”, destacou.

Segundo o aposentado, 15 pessoas entre moradores, brigadistas e voluntários, ajudaram a combater o incêndio, com poucos recursos. “Foram momentos de muito medo, de perder a casa, de acontecer alguma coisa. Muita fumaça. Foi difícil”, resumiu. “Eu mantenho câmeras de movimento no mato e tem muitos animais; lobo, anta, lobinho. Agora queimou tudo e a gente sabe que muitos não conseguem fugir”, lamentou Benedito.

A queimada, que vem acontecendo há mais de duas semanas, chegou a atingir o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Mato Grosso já tem mais de 24 mil focos de incêndio neste ano.

Últimas notícias