Professor é acusado de espancar e quebrar braço de enteado cego no Rio

Caso aconteceu na residência onde morava o rapaz, o padrasto e a mãe em São Gonçalo (RJ)

atualizado 24/02/2021 16:56

Um professor da rede estadual do Rio de Janeiro é acusado de ter espancado o próprio enteado com um pedaço de madeira, acertando-o com um golpe na cabeça e depois outro no braço.

O jovem, de 22 anos, que possui deficiência visual, teve um dos braços quebrados por conta da agressão. O caso aconteceu na residência onde morava o rapaz, o padrasto e a mãe, no bairro Pita, em São Gonçalo (RJ), em agosto de 2020. A investigação e o inquérito foram concluídos recentemente.

Leia mais em O São Gonçalo, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias