metropoles.com

Tweets de parlamentares defendendo o fim do lockdown em Manaus circulam na web

Depois do colapso na saúde em Manaus, nesta quinta-feira (14/1), uma onda de posts tomou conta das redes, criticando os parlamentares

atualizado

Compartilhar notícia

Lucas Silva/picture alliance via Getty Images
Manaus - Coronavirus - Brazil
1 de 1 Manaus - Coronavirus - Brazil - Foto: Lucas Silva/picture alliance via Getty Images

Com o colapso no sistema de saúde de Manaus por conta da falta de oxigênio nos hospitais da região, internautas resgataram, nesta quinta (14/1), tuítes antigos de parlamentares simpatizantes do governo Bolsonaro, defendendo o fim das medidas de prevenção ao coronavírus no estado, entre elas, o lockdown. Os usuários das redes atribuíram a culpa da crise ao negacionismo.

Em 23 de dezembro, o governador do Amazonas, Wilson Lima,  publicou um decreto prevendo o lockdown, com a finalidade de frear a taxa de contágio por Covid-19. No primeiro artigo ficava claro:

Art. 1.º Em virtude da necessidade de estabelecer novas medidas de enfrentamento à pandemia da Covid-19, fica suspenso, no período de 26 de dezembro de 2020 a 10 de janeiro de 2021, o funcionamento de todos os estabelecimentos comerciais e serviços não essenciais e destinados à recreação e lazer

Três dias depois da publicação do decreto, no dia 26 de dezembro, Wilson recuou da decisão depois que a população promoveu uma grande manifestação contra a medida de prevenção.

Após um jogo beneficente, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) utilizou a revogação, como argumento para desacreditar a medida de segurança. “Nós não aguentamos mais o lockdown, mais medidas restritivas que quebram a economia. Nós não temos mais capacidade de nos endividar, gastamos mais de 700 bilhões de reais na pandemia. Eu sei que a vida não tem preço, lamento as mortes, mas não precisa ficar com esse pavor todo”, disse o chefe do executivo.

Na ocasião, seguindo a oratória do presidente, alguns parlamentares defenderam e até parabenizaram, em suas redes sociais, a flexibilização da restrição no Amazonas.

 

 

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações