Preso suspeito de esquartejar amigo e colocar corpo na mala em Goiás

Homem teria matado, esquartejado e colocado as partes do corpo do amigo em sacolas plásticas e mala. Crime ocorreu em 2018 em Goiânia

atualizado 03/03/2021 21:06

goias policial civil em frente a viaturaVinícius Schmidt/Metrópoles

Goiânia – Um homem suspeito de matar, esquartejar e esconder o corpo de um amigo em sacolas plásticas e uma mala, na capital goiana, foi preso nesta quarta-feira (3/3) no Tocantins. De acordo com a Polícia Civil de Goiás, o homem confessou o crime e afirmou que matou o amigo após uma crise de ciúmes. O fato ocorreu no dia 20 de maio de 2018.

Segundo as investigações, autor e vítimas eram amigos e moravam na mesma pensão, no Setor Leste Universitário, em Goiânia. Conforme confissão, o autor afirmou que a motivação do crime teria sido uma discussão, após uma crise de ciúmes em relação a sua companheira.

O homem utilizou uma faca, um facão e uma marreta para desmembrar as partes do corpo de Venilson Rodrigues dos Reis, cujo corpo foi encontrado dentro de duas sacolas plásticas e uma mala, na pensão em que moravam. Logo após o crime, o autor fugiu para o estado do Tocantins.

Após monitoramento, o homem foi encontrado no município de Marianópolis (TO), distante cerca de 900 km de Goiânia.

O delegado responsável pelo caso, Rhaniel Almeida, dará mais detalhes sobre o caso em uma coletiva de imprensa marcada para esta quinta-feira (4/3).

Esquartejamento

O setor Leste Universitário, em Goiânia, já havia sido marcado por outro caso de esquartejamento. Em 2008, a inglesa Cara Marie Burke, de 17 anos, também foi assassinada a facadas no bairro, por Mohammed D’ali Carvalho dos Santos. O caso ganhou repercussão internacional e relatos de cenas macabras.

Os dois se conheceram na Inglaterra e fizeram um acordo de casamento, para que Mohammed conseguisse a cidadania inglesa. Com medo que ela desistisse, ele propôs que ela viesse para o Brasil. Eles chegaram a morar juntos, sem qualquer relacionamento amoroso e após algum tempo, a jovem teria se mudado em decorrência do envolvimento do rapaz com drogas.

Mulher Melancia

O crime ocorreu no dia 26 de julho de 2008. E após esfaquear Cara, Mohammed ainda foi ao show da Mulher Melancia e só no dia seguinte decidiu esquartejar o corpo da jovem. O homem confessou o crime.

Parte do corpo foi encontrada dentro de uma mala, às margens do Rio Meia Ponte, na BR – 153, no Conjunto Caiçara, na capital goiana. Ela estava envolvida em lençóis e um cobertor, sem a cabeça, as duas pernas e os dois antebraços. As demais partes só foram encontradas em agosto, no Ribeirão Sozinha, em Bonfinópolis, a 40 quilômetros de Goiânia.

Em 2015, Mohammed foi encontrado morto na Penitenciária Odenir Guimarães, no Complexo Prisional, em Aparecida de Goiânia. Ele cumpria pena de 21 anos pelo assassinato da jovem inglesa.

Últimas notícias