Prefeituras proíbem entrada de visitantes em municípios de Goiás

A quarta-feira (25/03) amanheceu com pontes bloqueadas e barreiras colocadas pelos prefeitos em diversas cidades municípios

igreja do bonfim pirenópolisJP Rodrigues/Arquivo/Especial para Metropoles

atualizado 26/03/2020 6:53

Oito municípios de Goiás barraram a entrada de visitantes para evitar a transmissão do coronavírus. Com o novo decreto, apenas os moradores podem circular pelas cidades de Caçu, Itumbiara, Corumbaíba, Niquelândia, Pirenópolis, Caldas Novas, Silvânia e Mineiros.

A quarta-feira (25/03) amanheceu com pontes bloqueadas e barreiras colocadas pelos prefeitos nesses municípios. Em uma das entradas de Caçu, por exemplo, blocos de concreto proibiam a entrada de veículo. No outro acesso ao local, a passagem só era liberada após o passageiro responder a perguntas dos agentes de saúde. Apesar do cuidado, a cidade não registrou nenhum caso de coronavírus.

A polícia bloqueou a entrada em Niquelândia, permitindo acesso somente a quem comprovasse endereço. No norte de Goiás, só é permitida a entrada de moradores. Com isso, visitantes foram impedidos de passar por Pirenópolis. As cachoeiras da cidade, que atraem turistas, estão bloqueadas.

Turistas também foram proibidos de entrar em Caldas Novas, um dos locais mais atrativos do estado. Em Silvânia, uma viatura da Polícia Militar impede o acesso de carros.

Questionado, o Ministério Público disse que não cabe às prefeituras o bloqueio às cidades.

Subiu de 27 para 29 o número de casos confirmados de coronavírus em Goiás, nesta quarta-feira (25/03). Os registros foram feitos nos municípios de Goiânia (15), Rio Verde (5), Anápolis (3), Aparecida de Goiânia (2), Jataí (1), Catalão (1) e Valparaíso de Goiás (2).

 

Últimas notícias