Prédio que desabou em Rio das Pedras, no RJ, era irregular, diz Paes

Desabamento matou pai e filha e deixou outras quatro pessoas feridas. Força-tarefa vai investigar o caso

atualizado 03/06/2021 14:21

Prédio desaba em Rio das Pedras, na zona oeste do RioFoto: Aline Massuca/Metrópoles

O prédio que desabou nesta quinta-feira (3/6), em Rio das Pedras, na zona oeste do Rio de Janeiro era irregular. O prefeiro da cidade, Eduardo Paes (PSD), afirmou que a região sofre há décadas com a investida de milicianos, que exploram o mercado mobiliário.

“Comigo, milícia não vai mais construir porcaria nenhuma nessa cidade”, afirmou. “Ninguém vai construir mais nada nessa cidade de maneira irregular. Só esta semana foram três operações”, continuou.

0

O desabamento do prédio em Rio das Pedras deixou pai e filha mortos, além de outras quatros pessoas feridas.

Corpo de Bombeiros confirmou que a criança de apenas 2 anos, identificada como Maitê, e o pai dela, Natan Gomes, foram encontrados sem vida sob os escombros.

Por volta das 9h20, a mãe da menina Maitê, Kiara Abreu, foi resgatada, depois de seis horas, e transferida de helicóptero para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, zona sul. Ela passará por cirurgia.

Mais de 60 profissionais participam da ação, considerada de alto risco devido à instabilidade do terreno, em Rio das Pedras.

O secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski, determinou a criação de uma força-tarefa para investigar o desabamento do prédio.

Metrópoles apurou que a força-tarefa será integrada por quatro unidades: Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA); Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (Draco/IE); 32ª DP (Taquara) e 16ª DP (Barra da Tijuca).

 

Últimas notícias