Vice da CPI quer que Pazuello encaminhe exame de Covid-19 à comissão

A oitiva de Pazuello estava marcada para quarta-feira (5/5). No entanto, o ex-ministro alegou contato com infectados para não comparecer

atualizado 06/05/2021 19:08

Senador Randolfe Rodrigues. CPI da Covid. CPI da PandemiaRafaela Felicciano/Metrópoles

O vice-presidente da CPI da Covid-19, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), disse, nesta quinta-feira (6/5), que a comissão vai requisitar exame de Covid-19 do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

O ex-chefe da pasta disse ter tido contato com dois servidores infectados com o vírus e, por isso, não poderia comparecer à CPI na quarta (5). Pazuello, no entanto, teria se encontrado com o ministro Onyx Lorenzoni, da Secretaria-Geral da Presidência, nesta quinta, no Hotel de Trânsito de Oficiais, onde mora, de acordo com o Estadão.

“Por que ele não compareceu à CPI e, ato contínuo, recebe em casa, ao que noticia, mesmo tendo alegado que estava sob suspeita de estar infectado para não vir à CPI?”, ponderou Randolfe. “Acredito que é uma providência a ser tomada por essa CPI: requisitar o exame para ele encaminhar com urgência para a CPI e que essa tomar providência em relação a isso”, acrescentou.

0

Randolfe comentou que o ato de Pazuello pode até configurar infração. “No mínimo, receber pessoas estando infectado em sua casa é infração à ordem sanitária. No máximo, obstrução à investigação”, disse.

0

O depoimento de Pazuello foi adiado para o próximo dia 19 de maio. A princípio, os senadores não pretendem antecipar a data do depoimento.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, foi o terceiro depoente da CPI da Covid-19. O depoimento dele, nesta quinta, já durava cerca de 7 horas quando foi interrompido pela abertura da ordem do dia do Senado. A oitiva está prevista para retornar após a sessão.

A CPI da Covid-19 tem o objetivo de investigar as ações e omissões do governo federal no enfrentamento à pandemia e, em especial, no agravamento da crise sanitária no Amazonas com a ausência de oxigênio, além de apurar possíveis irregularidades em repasses federais a estados e municípios.

Últimas notícias