TRE confirma inelegibilidade de Marcelo Crivella até 2026

Ele é candidato à reeleição para a Prefeitura do Rio de Janeiro. Defesa vai recorrer da decisão

atualizado 24/09/2020 17:24

ALEXANDRE BRUM/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) decidiu, nesta quinta-feira (24/9), por unanimidade, tornar inelegível o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos). Com o resultado, o político não poderá concorrer a um cargo público até 2026.

A ação analisada foi movida pelo PSol. Na terça-feira (22/9), o julgamento tinha sido interrompido com um placar de 6 a 0. O desembargador Vitor Marcelo Rodrigues pediu vistas para analisar o processo, argumentando ter tido pouco tempo para se inteirar sobre o caso.

Ele foi nomeado para o TRE no último dia 31 pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Rodrigues também foi professor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

Defesa

Crivella ainda pode recorrer da condenação. A defesa já tinha adiantado que entraria com recurso em caso de derrota e entende que o prefeito está apto a participar do pleito.

Rodrigo Roca, advogado de Crivella, afirmou ainda que vai pedir a suspeição do desembargador Gustavo Teixeira. Ele, segundo a defesa do prefeito, é advogado da Lamsa, concessionária da Linha Amarela que vive uma guerra jurídica com a Prefeitura do Rio.

Com a decisão, Crivella, candidato à reeleição, fica inelegível nesta eleição, a menos que a situação seja revertida no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

0

Últimas notícias