SP: 13 cidades realizam eleições para prefeito; PSDB mantém hegemonia no estado

PSDB fez cadeira no Poder Executivo em cinco cidades. Agora, partido comanda 263 prefeituras do estado, o maior número da história da sigla

atualizado 03/10/2021 21:03

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Treze cidades do estado de São Paulo realizaram, neste domingo (3/10), eleições suplementares para prefeito.

Os pleitos foram realizados nos municípios de Angatuba, Anhembi, Apiaí, Cajati, Campina do Monte Alegre, Guaíra, Itaoca, Mendonça, Mineiros do Tietê, Piacatu, Santo Antônio do Jardim, São Lourenço da Serra e Trabiju.

A eleição suplementar em Leme, quem também estava prevista para este domingo, foi suspensa por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Do total, o PSDB venceu em cinco cidades: Cajati, São Lourenço da Serra, Mendonça, Piacatu e Campina do Monte Alegre. Com isso, o partido passa a administrar 263 prefeituras no estado. Esse é o maior número da história do PSDB paulista desde a sua fundação.

0

As eleições suplementares são realizadas sempre que houver “decisão da Justiça Eleitoral que importe o indeferimento do registro, a cassação do diploma ou a perda do mandato de candidato eleito em pleito majoritário”.

Em Angatuba, por exemplo, Calá (PSDB) foi o candidato mais votado em 2020, mas a Justiça Eleitoral o considerou inelegível com base na Lei Complementar 64/90. Foi indeferido a candidatura dele devido à rejeição de suas contas de 2015 e 2016, quando ocupava o cargo de prefeito da cidade, por irregularidade insanável.

Últimas notícias