Sergio Moro se encontra com Bolsonaro após prisão de hackers

Operação Spoofing, da Polícia Federal, identificou nessa terça-feira três homens e uma mulher suspeitos de invadirem o celular do ministro

Isaac Amorim/MJSP

atualizado 24/07/2019 10:33

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), se reúne com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, um dia após a Polícia Federal prender quatro suspeitos de terem hackeado o celular do ex-juiz da Lava Jato. O encontro está previsto para as 11h desta quarta-feira (24/07/2019), no Palácio do Planalto.

Nessa terça-feira (23/07/2019), a PF identificou três homens e uma mulher – supostos invasores dos celulares de Moro e do coordenador da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol. Esses seriam os aparelhos que teriam dado origem à publicação de conversas que demonstram possível interferência do ex-juiz na condução da força-tarefa.

A Operação Spoofing cumpriu sete mandados de busca e apreensão em São Paulo. Os suspeitos foram trazidos a Brasília para prestar depoimento.

De acordo com o ministro, no dia 4 de junho, seu celular foi invadido por um hacker que teria acessado o aplicativo Telegram do aparelho e enviado mensagens para contatos do ex-magistrado. Moro disse que pediu o cancelamento da linha e a troca de telefone.

O vazamento dos diálogos teria, então, dado início a uma série de reportagens publicadas pelo site The Intercept Brasil e por jornais parceiros referente a trechos de conversas entre autoridades.

Últimas notícias