Secom faz campanha com frase de Bolsonaro contra obrigatoriedade de vacinas

O presidente descartou obrigatoriedade de imunização em massa contra o coronavírus ao responder a uma apoiadora que quer proibir vacinas

atualizado 01/09/2020 19:04

André Borges/ Especial para o Metrópoles

A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República divulgou nesta terça-feira (1º/9), em suas redes sociais, peça publicitária na qual aparece em destaque frase dita pelo presidente Jair Bolsonaro se opondo à obrigatoriedade da vacinação.

A peça ressalta o que o mandatário do país afirmou nessa segunda-feira (31/8), na porta do Palácio da Alvorada: “Ninguém pode obrigar ninguém a tomar vacina” contra o coronavírus.

A resposta do presidente ocorreu após um pedido de uma apoiadora para que ele proibisse a vacina contra o vírus. Bolsonaro alegou que a obrigação de tomar a vacina atenta contra as “liberdades dos brasileiros”.

“Ninguém pode obrigar ninguém a tomar vacina”, respondeu o presidente.

A frase de desincentivo ao uso da vacina foi destaque em uma publicidade na qual aparece Bolsonaro na rampa do Planalto e a seguinte mensagem: “O governo do Brasil preza pelas liberdades dos brasileiros”.

As vacinas mais adiantadas contra o novo coronavírus que estão sendo desenvolvidas devem ficar prontas para distribuição no início de 2021.

0

 

 

 

 

Últimas notícias