Renan cita Tribunal de Nuremberg e irrita governistas: “Coisa odienta”

Senadores discutiram durante oitiva destinada a colher o depoimento da secretária do Ministério da Saúde Mayra Pinheiro

atualizado 25/05/2021 13:31

Fernando Bezerra Coelho_senadorJefferson Rudy/Agência Senado

O relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), irritou a ala governista do colegiado ao citar o Tribunal de Nuremberg, na sessão desta terça-feira (25/5). A audiência é destinada a colher o depoimento da secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro. 

Antes de dirigir os questionamentos à “Capitã Cloroquina“, como é conhecida, Renan comparou a importância dos trabalhos da CPI ao julgamento que resultou na condenação de nazistas pelo genocídio de judeus.

A citação irritou os senadores Marcos Rogério (DEM-RO) e Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), que é líder do governo no Senado.

“Desculpe, senhor relator, é um absurdo querer comparar a sessão daqui com um genocídio que ocorreu na Alemanha. Isto é um absurdo, é mais que um pré-julgamento, é uma coisa odienta. Isso não existe. Isso vai ficar registrado nos anais do Senado Federal. Qualquer paralelismo é um absurdo”, disparou Bezerra.

Renan, então, negou a comparação: “Não estou comparando. Eu estou usando como referência. Não vou ser censurado”, respondeu.

“Não podemos comparar uma barbárie como o holocausto com uma tragédia como a pandemia no Brasil. Não podemos dizer, e por isso não há pré-julgamento, que aqui não ocorreu um genocídio. Não podemos dizer, ainda. Mas podemos dizer, sim, que há uma semelhança assustadora, terrível, tenebrosa, perturbadora”, continuou o senador.

Neste momento, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) atacou o relator. “Só tem semelhança na cabeça de louco igual você”, afirmou o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que não é membro da CPI, mas tem participado das oitivas.

No Twitter, ainda durante a sessão, o relator da CPI da Covid voltou a negr a comparação entre pandemia e holocausto e alfinetou as autoridades que depuseram na comissão.

A CPI da Covid-19 tem o objetivo de investigar as ações e omissões do governo federal no enfrentamento à pandemia e, em especial, no agravamento da crise sanitária no Amazonas com o desabastecimento de oxigênio hospitalar, além de apurar possíveis irregularidades em repasses federais a estados e municípios.

Últimas notícias