Reforma administrativa: governo quer aproveitar projeto da Câmara

O clima para uma nova proposta do funcionalismo não é dos melhores e ficou pior após as declarações de Guedes sobre "parasitas"

Andre Borges/Esp. Metrópoles

atualizado 11/02/2020 15:53

O governo pode desistir de enviar à Câmara uma nova Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para a reforma administrativa. A equipe econômica planeja “pegar uma carona” em uma proposta que já tramita na Casa e já teve sua admissibilidade aprovada.

A proposta já passou pela admissibilidade, está faltando apenas instalar a comissão especial para se ter o parecer de mérito e seguir para o Plenário da Câmara dos Deputados. Criada a comissão especial na Câmara, o governo mandaria suas sugestões para serem apreciadas pelos deputados.

O clima para o envio de uma nova proposta que atinja o funcionalismo não é dos melhores e ficou pior após as declarações feitas pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que na última sexta-feira, comparando servidores públicos à “parasitas”.

Nem uma nota do Ministério da Economia, lamentando que a fala teria sido retirada de contexto serviu para apaziguar os ânimos, antes do envio do texto do Planalto.

Últimas notícias