“Quem é Greenpeace? É um lixo”, rebate Bolsonaro após críticas

Presidente disparou contra entidade de proteção do meio ambiente que reclamou da recriação do Conselho Nacional da Amazônia Legal

Carolina Antunes/PR

atualizado 13/02/2020 12:38

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) rebateu críticas do Greenpeace sobre a recriação do Conselho Nacional da Amazônia Legal, transferido para o guarda-chuva do vice-presidente da República, Hamilton Mourão.

“Quem é Greenpeace? Quem é essa porcaria chamada Greenpeace? É um lixo, é um lixo”, disparou nesta quinta-feira (13/02/2020) ao deixar o Palácio da Alvorada.

A entidade divulgou uma nota na quarta (12/02/2020) criticando a medida e alegou que “o conselho não tem plano, meta ou orçamento”. Segundo o Greenpeace, a transferência do conselho, criado em 1995, para a vice-presidência “não anulará a política antiambiental do governo e não tem por finalidade combater o desmatamento ou o crime ambiental”.

A instituição de defesa do meio ambiente também criticou o fato de os governadores dos estados da Amazônia Legal — que compreende nove estados —, a sociedade civil e indígenas terem ficado de fora da composição.

O Greenpeace também acusa o governo de desmonte dos órgãos de proteção e fiscalização ambiental, que resultou em aumento do desmatamento em 30%.

Últimas notícias