Previsão é derrubar veto sobre desoneração da folha, diz líder do governo

Em julho, o presidente havia vetado o dispositivo que permitia a prorrogação da redução de tributos sobre a folha de pagamentos

atualizado 07/09/2020 14:29

Jefferson Rudy/Agência Senado

O líder do Governo no Congresso, o senador Eduardo Gomes (MDB-TO), afirmou que a previsão é de derrubada do veto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) à desoneração da folha de pagamento de empresas, em votação do Congresso prevista para a próxima quarta-feira (16/9).

Em entrevista à TV GloboNews, Gomes disse que o “Congresso conta com base muito mais sólida para apoiar o governo e as reformas” e que os vetos estão sendo negociados com a oposição.

Em julho, o presidente havia vetado o dispositivo que permitia a prorrogação da redução de tributos sobre a folha de pagamentos em setores econômicos até o fim de 2021. A medida abrange 17 setores, cerca de 6 milhões de empregos e tem custo estimado de R$ 10 bilhões aos cofres públicos.

A matéria havia sido incluída pelo Congresso Nacional em medida provisória que tratava da redução da jornada de trabalho durante a pandemia do novo coronavírus. Segundo equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, a prorrogação fere a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Governo e Congresso

O vice-líder do governo disse também ter certeza que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e o ministro da Economia, Paulo Guedes, terão “momento de reacordo”. Os dois travam uma disputa sobre os recursos de um fundo bilionário de desenvolvimento regional.

Nos bastidores, Guedes avalia que há uma nova tentativa de Maia de “sangrar” os cofres da União. Já Maia afirmou que acabou a interlocução com Guedes e passará a negociar com o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, após Guedes proibir o deputado de dialogar com os secretários da área econômica.

Últimas notícias