No Twitter, Rodrigo Maia lamenta morte de marido de deputada federal

O presidente da Câmara foi uma das autoridades a prestar solidariedade a Flordelis (PSD-RJ). Além dele, líder do partido lamentou pela morte

atualizado 16/06/2019 14:18

Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), usou o Twitter para prestar solidariedade à deputada Flordelis (PSD-RJ) pelo assassinato do marido, Anderson do Carmo. Ele foi morto na madrugada deste domingo (16/06/2019), por volta das 3h30.

“Em meu nome e da Câmara dos Deputados, quero prestar toda a solidariedade à deputada Flordelis, aos seus filhos e familiares pela morte brutal do seu marido, o pastor Anderson do Carmo. Que Deus possa confortar o coração de vocês neste momento de tanta dor”, publicou.

Ainda não há detalhes de como ocorreu o homicídio. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios de Niterói (DHNSG), que periciou o local do crime.

Flordelis e Anderson são pais de 55 filhos, sendo quatro biológicos. Eles moravam comunidade do Jacarezinho quando adotaram, de uma vez, 37 crianças, que sobreviveram a uma chacina que ocorreu na estação Central do Brasil. De acordo com a deputada, essa é a sua maior bandeira.

Perda grande

A deputada, mesmo em primeiro mandato, concorreu, neste ano, à presidência da bancada evangélica da Câmara, em eleição vencida por Silas Câmara. O presidente anterior, pastor Marco Feliciano (Podemos-SP), não concorreu. Em conversa com a reportagem, ele disse estar chocado com o assassinato. “Estou em estado de choque. O pastor Anderson e a deputada Flor representam o que há de mais humano na sociedade, pais adotivos de dezenas de filhos. A violência no RJ assusta”, disse.

O líder do partido na Câmara, André de Paula (PSD-PE), também lamentou a morte de Anderson. Ao Metrópoles, ele disse que o pasto era muito querido na liderança da sigla e que estava sempre ao lado de Flordelis em todos os compromissos. “Ele participava de tudo com a Flor, é uma perda muito grande”, lamentou o deputado.

Segundo Paula, Anderson ajudava na coordenação das atividades de Flor, como é conhecida entre os correligionários. “Estamos todos muito abalados. Ele era uma pessoa muito prestativa, do bem”, disse. O líder comentou ainda a estrutura familiar da deputada. “A construção da família deles é bonita demais. Toda a liderança percebia que a vida de Flor era construída ao lado de Anderson”, lembrou.

Últimas notícias