MP faz buscas em endereços ligados a Queiroz e família Bolsonaro

O objetivo do Ministério Público é apurar possível esquema de lavagem de dinheiro e desvio de verba pública

atualizado 18/12/2019 9:15

Facebook/ Reprodução

O Ministério Público do Rio de Janeiro faz operação, na manhã desta quarta-feira (18/12/2019), em endereços ligados a Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), e a Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). As informações são do jornal O Globo.

Os mandados de busca e apreensão são cumpridos no Rio de Janeiro e em Resende, no sul do estado. O objetivo é apurar possível esquema de lavagem de dinheiro e desvio de verba pública por meio do esquema conhecido como rachadinha — quando os funcionários de um gabinete devolvem parte do salário.

As medidas miram ex-assessores de Flávio Bolsonaro, quando o filho do mandatário do país ainda era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio. Os alvos tiveram os sigilos fiscal e bancário quebrados pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

A investigação do MP teve início no ano passado, quando o antigo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) identificou movimentações atípicas na conta de Queiroz.

No entanto, ficou parada entre julho e novembro para que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidisse em relação à legalidade do uso de dados compartilhados sem autorização judicial.

Últimas notícias