Marco Aurélio diz esperar “temperança e compreensão” de Bolsonaro

Ex-ministro da Suprema Corte assinalou que manifestações fazem parte da democracia, mas disse esperar que atos de amanhã sejam pacíficos

atualizado 06/09/2021 12:50

Marco Aurélio de Melo.

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello disse esperar “temperança, compreensão e entendimento” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante e após as manifestações marcadas para esta terça-feira, no dia 7 de setembro.

“Espero [de Bolsonaro] temperança, compreensão e entendimento para se trabalhar ao povo brasileiro. Nós temos de presumir o que normalmente ocorre. É suficiente para nos preocupar a crise de saúde e a crise social; não precisamos de crise política. Espero que ele, que tem mais um ano e meio de mandato pela frente, simplesmente trabalhe e faça o melhor para o Brasil”, assinalou o magistrado, em conversa com o Metrópoles.

O ex-ministro da Suprema Corte disse esperar que as manifestações desta terça-feira sejam pacíficas. “O que é condenável é a agressividade à pessoa, aos prédios, com depredações. Manifestações fazem parte da democracia”, destacou.

Por fim, Marco Aurélio criticou o Inquérito das Fake News, ao classificá-lo como “natimorto”, e pontuou que a “corda foi muita esticada, e foi esticada de ambos os lados. Penso que o Judiciário também esticou a corda”.

“Esse inquérito natimorto, que votei contra, foi instaurado pela vítima, não houve distribuição, não houve sorteio; dentro dele, tudo cabe”, relatou o ex-ministro, que se aposentou em julho deste ano. “Penso que deve haver compenetração, sentar-se à mesa para conversar”, ponderou.

0

Últimas notícias