Governo tira bolsonaristas e acomoda o Centrão na vice-liderança na Câmara

Parlamentares críticos ao STF foram substituídos por deputados do bloco do qual o presidente tenta aproximação

atualizado 09/07/2020 20:57

Igo Estrela/Metrópoles

O governo federal publicou, em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) nesta quinta-feira (9/7), a substituição da vice-liderança na Câmara dos Deputados. No lugar de dois deputados bolsonaristas, foram escalados para as vagas parlamentares do Centrão.

Otoni de Paula (PSC-RJ) e Daniel Silveira (PSL-RJ) (foto em destaque) informaram nessa quarta-feira (8?7) que deveriam deixar a vice-liderança do governo na Câmara. A iniciativa foi confirmada nesta quinta. Além deles, Carlos Henrique Amorim (DEM-TO) e José Alves Rocha (PL-PA) foram substituídos.

Daniel e Otoni são investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no inquérito que apura atos antidemocráticos e têm em comum um histórico de críticas – no caso de um deles, até xingamentos – a ministros da Corte.

Os parlamentares Diego Alexsander Gonçalo Paula Garcia (Podemos-PR), Carla Zambelli Salgado (PSL-SP), Aloísio Guimarães Mendes Filho (PSC-MA) e Maurício Alexandre Dziedricki (PTB-RS) foram indicados para exercer a função. Os dois últimos citados integram partidos que fazem parte do Centrão.

Com o intuito de aprovar reformas, Bolsonaro tem se aproximado cada vez mais do bloco.

0

Últimas notícias