Gesto de assessor de Bolsonaro em sessão no Senado cria confusão. Veja

Filipe Martins acompanhava a visita do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Senador pediu que Polícia Legislativa agisse

atualizado 24/03/2021 21:12

Filipe Martins no SenadoReprodução/TV Senado

Um assessor diretamente ligado ao presidente Jair Bolsonaro foi flagrado gesticulando durante a fala do presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), em plena sessão remota. O caso ocorreu na tarde desta quarta-feira (24/3), e criou confusão.

Filipe Martins é assessor especial da Presidência da República. Ele acompanhava a visita do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, na Casa.

O gesto feito pelo servidor pode ter várias conotações. Além de ser usado pelos supremacistas brancos nos Estados Unidos, pode indicar uma obscenidade.

Segundo o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que reagiu irritado no momento, Martins estava sendo desrespeitoso.

Veja: 

Randolfe pediu a retirada imediata do assessor pela Polícia Legislativa e que a sessão então fosse cancelada. O parlamentar ainda chamou o servidor de “capacho do senhor presidente da República”.

“Eu não sei qual o sentido do gesto do senhor Filipe. Mas é inaceitável, em uma sessão do Senado Federal, durante a fala do presidente do Senado, um senhor estar procedendo de gestos obscenos, ironizando o pronunciamento. Isso é inaceitável, é intolerável. Peço que conduza imediatamente este senhor para fora das dependências do Senado Federal”, disse, revoltado.

Após a fala de Randolfe, Pacheco pediu que a Polícia Legislativa apurasse o episódio para tomar as providências cabíveis. No entanto, o presidente decidiu dar prosseguimento ao andamento da sessão.

“Eu pedirei à Secretaria-Geral da Mesa, igualmente à Polícia Legislativa, que identifiquem o fato apontado por Vossa Excelência, mas eu não prejudicarei o andamento desta sessão do Senado Federal, porque é muito importante nós ouvirmos o ministro das Relações Exteriores, que aqui comparece para poder fazer os esclarecimentos necessários aos senadores. Identificarei, Senador Randolfe a ocorrência do fato. E, tendo havido de fato, nas circunstâncias serão tomadas todas as providências, e enérgicas, por parte da Presidência do Senado”, disse Pacheco.

Filipe Martins continuou na sessão. E não se pronunciou até o fechamento desta reportagem sobre o que significava seu gesto.

Mais tarde Filipe Martins fez um post, no Twitter, comentando a cena.

Últimas notícias