Ex-nº 2 da Casa Civil ganha cargo no Ministério da Cidadania

Fernando Wandscheer de Moura Alves foi nomeado como secretário de Articulação e Parcerias na pasta de Onyx. Ele terá salário de R$ 16,9 mil

Reprodução/Twitter

atualizado 03/03/2020 14:59

Passada a turbulência, um dos personagens da polêmica demissão de José Vicente Santini, afastado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) após voar em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), volta à Esplanada dos Ministérios.

Fernando Wandscheer de Moura Alves acabou nomeado às pressas após a queda de Santini. Assim como o antecessor, foi demitido por Bolsonaro. O motivo: no calor da polêmica, Fernando Wandscheer  (à direita na foto em destaque) conduziu Santini ao cargo de assessor especial. E isso irritou o presidente.

Agora, quase um mês após o entrevero, Fernando Wandscheer foi nomeado como secretário de Articulação e Parcerias do Ministério da Cidadania, pasta chefiada por Onyx Lorenzoni. Ele terá salário de R$ 16,9 mil mensais. A portaria com a nomeação foi publicada nesta terça-feira (03/03) no Diário Oficial da União (DOU).

Mesmo com as sucessivas trocas, o governo ainda não conseguiu acertar o passo na Casa Civil e no Ministério da Cidadania. Na quarta troca, o general Braga Netto demitiu secretário executivo.

Já na Cidadania, Onyx fez a terceira rodada de demissões em uma semana. Já são 22 exonerados, entre assessores, chefes de gabinetes, coordenadores, entre outros.

Últimas notícias