Ernesto Araújo poderá escolher assessores que não sejam diplomatas

Conforme decreto publicado no Diário Oficial da União, servidores em estágios mais baixos da carreira poderão assumir cargos no Itamaraty

Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 11/01/2019 9:38

Decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) nesta quinta-feira (10/1) permite que o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, contrate três assessores de fora da carreira diplomática para sua assessoria. Confira:

O texto, que altera o funcionamento do Itamaraty, também permite que diplomatas em estágios mais baixos da carreira assumam cargos como os de subsecretário-geral e coordenadores, antes reservados a embaixadores e ministros.

Segundo a nova distribuição de cargos e funções na pasta, ao todo são três os assessores especiais do ministro Ernesto Araújo.

Últimas notícias