Em post racista, Mario Frias diz que educador negro “precisa de banho”

Comentário ofensivo foi feito após Jones Manoel afirmar que “já comprou fogos para uma eventual morte de Bolsonaro”

atualizado 15/07/2021 16:06

mario_friasRoberto Castro/ Mtur

O secretário de Cultura do governo de Jair Bolsonaro, Mario Frias, fez um post racista, nesta quinta-feira (15/7), contra o historiador e educador Jones Manoel. No perfil do Twitter, Frias sugeriu que o professor negro “precisa de um bom banho”.

O ataque ocorreu após Tercio Arnaud, secretário especial da Presidência da República, postar uma matéria com aspas de Jones dizendo que “já comprou fogos para uma eventual morte de Bolsonaro”.

Irritado com a fala do ativista, Tercio indagou: “Quem caralhas é Jones Emanuel?”.

Na sequência, Mario Frias comentou a postagem. “Realmente eu não sei. Mas se eu soubesse diria que ele precisa de um bom banho.”

Após o comentário, Jones Manuel rebateu Frias dizendo que ele é um “ex-ator frustrado e atual fascista cometendo um crime de racismo diário”.

Últimas notícias