Eduardo Bolsonaro elogia golpe contra Suprema Corte de El Salvador

"Juízes julgam casos. Se quiserem ditar políticas, que saiam às ruas para se elegerem", afirmou o filho do presidente Jair Bolsonaro

atualizado 02/05/2021 22:24

Deputado federal Eduardo BolsonaroRafaela Felicciano/Metrópoles

Filho do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou, na noite deste domingo (2/5), que a destituição de todos os juízes da Suprema Corte de El Salvador trata-se se uma medida constitucional.

“Juízes julgam casos. Se quiserem ditar políticas, que saiam às ruas para se elegerem”, disparou o parlamentar, em comentário publicado em uma rede social.

Na noite desse sábado (1º/5), a nova Assembleia Legislativa de El Salvador, que tem maioria governista, aprovou a destituição de cinco juízes da Câmara Constitucional do Supremo Tribunal de Justiça.

Os magistrados foram acusados de proferirem sentenças arbitrárias ao impedirem ações do presidente salvadorenho, Nayib Bukele. A Suprema Corte julgou a decisão do Congresso de El Salvador inconstitucional. Os substitutos, no entanto, foram escolhidos e nomeados.

Eduardo Bolsonaro respondeu comentário feito por Bukele, que pediu que a comunidade internacional não interferisse na decisão.

“Aos nossos amigos da comunidade internacional: queremos trabalhar com vocês, negociar, viajar, nos conhecer e ajudar onde pudermos. Nossas portas estão mais abertas do que nunca. Mas com todo o respeito: estamos limpando nossa casa… e isso não é da sua conta”, afirmou o líder salvadorenho.

Em reação ao tuíte de Eduardo, o ex-presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ) avaliou ser “muito grave” o comentário feito pelo filho 03 do presidente Bolsonaro.

Eduardo Bolsonaro participou, nesse sábado (1º/5), de ato em Brasília a favor do pai – em que os manifestantes pediam também intervenção militar e fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF).

Últimas notícias