metropoles.com

Deputados repudiam desfile de tanques: “Resposta virá no plenário”

Em ato na Câmara, parlamentares destacaram que vão derrubar o voto impresso nesta terça-feira

atualizado

Compartilhar notícia

Hugo Barreto/Metrópoles
Deputados_protesto_desfile_voto impesso
1 de 1 Deputados_protesto_desfile_voto impesso - Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

Parlamentares de diversos partidos realizaram, nesta terça-feira (10/8), ato em repúdio ao desfile de blindados na Esplanada dos Ministérios e exigiram “democracia”. Como resposta, disseram que vão derrotar, em plenário, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 135/19, do Voto Impresso — bandeira do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que gera atrito entre os Poderes.

Os deputados chegaram ao Salão Nobre da Câmara com cartazes escritos “democracia” e criticaram “a trágica coincidência” do desfile no dia da votação da PEC do Voto Impresso.

O líder da Minoria na Câmara, Marcelo Freixo (PSB-RJ), destacou a gravidade do momento, com desfile de blindados e “votação retrógrada”, e disse que a Câmara dará a resposta no plenário. “Bolsonaro, mais uma vez, faz mal à sociedade e às Forças Armadas”, assinalou. “A melhor resposta será hoje dentro do plenário da Câmara derrotando o voto impresso, que é um projeto de sociedade miliciana que Bolsonaro representa”, acrescentou.

“Esse ato serve para mostrar que a Câmara não aceita ameaça, chantagem e intimidações. Não aceitamos a desculpa que houve coincidência pela realização desse desfile militar. A melhor resposta é derrotar o voto impresso com larga vantagem”, enfatizou o líder da Oposição, Alessandro Molon (PSB-RJ).

“Com blindados ou sem blindados, Bolsonaro será derrotado”, ironizou o presidente nacional do Solidariedade, Paulinho da Força (SP).

0

O deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) frisou que o ato é uma demonstração de que o Parlamento brasileiro não se intimida com tanque militar. “Essa, que era para ser uma demonstração de força, será uma demonstração de fracasso e de fraqueza do governo”, afirmou o democrata, destacando que o voto impresso será derrotado no plenário.

“O presidente resolve ignorar as pautas dos povos que estão sofrendo pela crise e tenta intimidar esse Parlamento”, disse Talíria, cobrando uma posição incisiva do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL). “Espero que o presidente Arthur Lira se manifeste contra a sanha autoritária do governo Bolsonaro.”

Participaram do ato parlamentares do PT, PSB, PDT, PCdoB, PSol, Solidariedade, DEM e Rede.

Desfile

A Operação Formosa é o maior treinamento militar da Marinha no Planalto Central. Este ano, o evento contou também com a participação do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira. Cerca de 40 blindados, caminhões e tanques desfilaram em frente ao Palácio do Planalto. Ao todo, mais de 2,5 mil militares das três Forças participaram.

Esta é a primeira vez, contudo, que o desfile ocorre na Esplanada, em frente ao Congresso, que vota pauta cara ao bolsonarismo. O presidente Jair Bolsonaro e os ministros acompanharam o desfile no Palácio do Planalto.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações