Covid-19: Câmara anuncia reforço de R$ 14,5 bilhões para área de Saúde

Segundo a presidente da Comissão Mista de Orçamento, os recursos são de emendas de bancadas e individuais impositivas para a Saúde

atualizado 02/03/2021 17:47

Votação para a presidência da Câmara dos Deputados e mesa diretoraRafaela Felicciano/Metrópoles

A presidente da Comissão Mista de Orçamento, deputada Flávia Arruda (PL-DF), anunciou, nesta terça-feira (2/3), o montante de R$ 14,5 bilhões do Orçamento de 2021 a ser remanejado para a Saúde, sendo que, deste total, serão R$ 2,5 bilhões específicos para enfrentamento à Covid-19.

Segundo a parlamentar, os valores foram acertados na noite desta segunda-feira (1°/3). O montante de R$ 12 bilhões é de emendas de bancadas e individuais impositivas para a saúde, de forma geral. O restante será para ações especificas da Covid-19, como compras de insumos e vacinas.

“Nós criamos uma ação orçamentária especifica só para o enfrentamento da Covid, mas é totalmente ampla para possíveis investimentos, compra de insumos ou estudos para vacinação. Pode já capacitar estados e municípios para entrar no hall da vacinação”, afirmou Flávia Arruda, após encontro com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e governadores nesta terça.

O relatório preliminar da CMO, sob responsabilidade do senador Márcio Bittar (MDB-AC), deve ser apresentado nesta quinta-feira (4/3).

Últimas notícias