Comissão mista da Covid-19 quer ouvir Paulo Guedes nesta semana

Instalado formalmente um mês após decreto que o instituiu, grupo de trabalho quer agilizar as primeiras ações

atualizado 27/04/2020 21:31

Um mês depois de ser criada por decreto, a Comissão Especial que vai monitorar as ações do governo federal no combate à pandemia do novo coronavírus durante estado de calamidade pública foi formalmente instalada nesta segunda-feira (20/04). O colegiado será presidido pelo senador Confúcio Moura (MDB-RO).

Também foram designados, a vice-presidente, senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), e o relator, deputado federal Francisco Júnior (PSD-GO).

Prevista no decreto que reconheceu, no último dia 20 de março, o estado de calamidade pública no país, a comissão teve os membros indicados no fim do mês passado e agora está apta a começar os trabalhos. Por causa da demora na instalação, o relator afirmou ao Metrópoles que a intenção é ouvir o ministro da Economia, Paulo Guedes, ainda nesta semana.

“Como a comissão está atrasada e várias ações já foram feitas, queremos, na quarta, apresentar o plano de trabalho e começar a avaliar os requerimentos de convocação”, explicou Francisco. Se não houver compatibilidade de agenda para ouvir Guedes imediatamente, eles podem convocar o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, ou o do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), Leonardo Rolim.

A ideia é que eles apresentem as medidas tomadas até agora. “Queremos credibilidade com estes dados, porque existe muito denuncismo e fake news. Ao mesmo tempo, vamos avaliar a eficácia do que está sendo feito, o que o Executivo está fazendo e se está alcançando seu objetivo de chegar na ponta, no cidadão”, afirmou ele.

De acordo com os termos do decretoque flexibiliza a meta fiscal para que possam ser aplicados recursos no combate ao vírus, eles terão reuniões bimestrais com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e mensais, com técnicos da pasta, para acompanhar a execução financeira e orçamentária das medidas relacionadas à pandemia.

Membros
Na Câmara dos Deputados, além de Francisco, foram indicados Cacá Leão (PP-BA), Carlos Mora (PL-SP), Reginaldo Lopes (PT-MG) e Joice Hasselman (PSL-SP). Ainda falta a indicação de um deputado titular e de um suplente pelo PSB.

Já no Senado, irão compor a comissão, além de Confúcio e Eliziane, Izalci Lucas (PSDB-DF), Vanderlan Cardoso (PSD-GO), Rogério Carvalho (PT-PE) e Wellington Fagundes (PR-MT).

Os suplentes são os deputados federais Gustinho Ribeiro (Solidariedade-CE), Paulo Azi (DEM-BA), Hildo Rocha (MDB-MA), Renildo Calheiros (PCdoB-PE) e Felício Laterça (PSL-RJ), além dos senadores Eduardo Gomes (MDB-TO), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Roberto Rocha (PSDB-MA), Paulo Albuquerque (PSD-AP) e Rodrigo Pacheco (DEM-RJ).

Últimas notícias