Com Alcolumbre na CCJ, Senado define presidentes e vices de comissões

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), costurou para deixar PL, dono da segunda maior bancada, sem comissões

atualizado 08/03/2023 18:35

Pedro França/Agência Senado

O Senado Federal definiu, nesta quarta-feira (8/3), as presidências e vice-presidências das 14 comissões permanentes da Casa. A previsão inicial era de que os colegiados tivessem o retorno marcado para o dia 1° deste mês, no entanto, a falta de consenso atrasou as negociações. Ainda resta definir o comando da Comissão Senado do Futuro (CSF).

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), confirmou, até o momento, a expectativa de minar o PL, dono da segunda maior bancada, do comando de ao menos um dos colegiados. Regimentalmente, os integrantes das comissões são designados pelo presidente da Casa, por indicação dos líderes partidários, observando-se a participação proporcional das respectivas bancadas.

Pacheco, porém, decidiu isolar o partido do ex-presidente Jair Bolsonaro após a sigla se unir ao PP e Republicanos contra a reeleição do senador mineiro. Na ocasião, o PL lançou, sem sucesso, o nome do recém-chegado senador Rogério Marinho (RN) à Presidência. Pacheco foi reeleito com 49 dos 41 votos necessários, com o apoio formal de oito partidos – PSD, MDB, União Brasil, PT, PDT, Cidadania, Rede, PSB.

O destaque do novo desenho das comissões fica por conta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a mais importante do Senado, que seguirá sob o comando do ex-presidente da Casa Davi Alcolumbre (União-AP). O PT, por sua vez, angariou as comissões de Assuntos Sociais, que será presidia pelo senador Humberto Costa (PE), e Direitos Humanos, cujo presidente será Paulo Paim (RS).

O PSD de Pacheco, a maior bancada do Senado, terá três comissões: Assuntos Econômicos (CAE); Educação, Cultura e Esporte (CE) e Comissão de Meio Ambiente (CMA). O mesmo número de colegiados ficará com o MDB, sendo eles: de Serviços de Infraestrutura (CI); Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) e Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo.

Confira como ficaram as presidências e vice-presidências, respectivamente, das comissões: 

  • Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) – Vanderlan Cardoso (PSD-GO) e vice-presidente a definir;
  • Comissão de Segurança Pública (CSP) – Sérgio Petecão (PSD-AC) e Jorge Kajuru (PSB-GO);
  • Comissão de Transparência, Fiscalização e Controle (CTFC) – Omar Aziz (PSD-AM) e vice-presidente a definir;
  • Comissão de Assuntos Sociais (CAS) – Humberto Costa (PT-PE) e Mara Gabrilli (PSD-SP);
  • Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) – Davi Alcolumbre (União-AP) e vice-presidente a definir;
  • Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) – Flávio Arns (PSB-PR) e Cid Gomes (PDT-CE);
  • Comissão de Meio Ambiente (CMA) – Leila Barros (PDT-DF) e Fabiano Contarato (PT-ES);
  • Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) – Paulo Paim (PT-RS) e Zenaide Maia (PSD-RN);
  • Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) – Renan Calheiros (MDB-AL) e vice-presidente a definir;
  • Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) – Confúcio Moura (MDB-RO) e vice-presidente a definir;
  • Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) – Marcelo Castro (MDB-PI) e Cid Gomes (PDT-CE);
  • Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) – Soraya Thronicke (União-MS) e vice-presidente a definir;
  • Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) – Carlos Viana (Podemos-MG) e vice-presidente a definir;
  • Comissão Senado do Futuro (CSF) – a definir.

Mais lidas
Últimas notícias